Trabalhar como revendedora Avon pode ser uma atividade muito lucrativa e recompensadora. Entretanto, é preciso tomar alguns cuidados para que a instabilidade financeira não acabe com o seu negócio. Você trabalha duro, passa o dia superocupada, mas parece que nunca sabe exatamente quanto produziu? Isso é mais comum do que parece e pode acontecer quando não há um controle de vendas adequado. 

Organizar a agenda, planejar o dia e registrar tudo o que é feito parece um pouco cansativo quando pensamos a curto prazo. Algumas pessoas acham até que isso traz ainda mais trabalho para quem já tem tão pouco tempo livre. O segredo para ser uma revendedora Avon de sucesso? Manter um controle de vendas detalhado e planejar os gastos. Esta tarefa é mais simples do que parece, basta você tomar alguns cuidados.

É essa organização que vai permitir que você consiga se dedicar ao que é realmente importante, fazendo com que você consiga otimizar seu tempo, vender mais e aumentar sua renda! Não é demais? Parece ser complicado, mas quando entendemos a sua importância e seguimos alguns passos para facilitar o processo. 

Para te ajudar com isso, preparamos este post com 5 dicas para organizar sua rotina financeira como uma revendedora Avon deve fazer! Veja só:

1. Separe as finanças pessoais das profissionais

Este é um desafio para todo pequeno empreendedor. Principalmente no início, fica difícil separar as contas pessoais das despesas do negócio. Entretanto, esse cuidado é essencial para o sucesso.

Saber exatamente quanto custa manter seu negócio como revendedora Avon e quanto ele rende, faz com que você consiga planejar melhor, visualize as falhas e resolva os problemas com facilidade.

Cheque, dinheiro à vista, prazos de 30 e 60 dias para recebimento. Uma lista de pagamentos parcelados em vários lugares, anotações de troca e ainda o controle das despesas. Fornecedor, combustível, alimentação em alguns casos. Todas variáveis comuns a um negócio. Organização é a palavra fundamental para manter tudo em dia e garantir um saldo positivo ao final.

Você tem o hábito de colocar diretamente no seu bolso o dinheiro que entra durante o mês a partir dos seus serviços? Apesar de parecer algo simples e inofensivo, esse hábito pode prejudicar (e muito!) o desempenho financeiro das suas vendas.

Quer fugir dessas complicações? Então siga os seguintes passos para separar as suas responsabilidades físicas e jurídicas:

a) Cada um com a sua conta corrente

A primeira dica para que a separação do dinheiro conquistado com a revenda de produtos e seu dinheiro pessoal funcione é ter contas correntes distintas: uma conta pessoal e outra conta para sua atividade de revenda. Todo o dinheiro que você recebe dos seus clientes, seja em transferência ou boleto bancário , deve ser encaminhado para a a sua conta jurídica.

Assim, você consegue ter uma visão clara de quanto dinheiro o seu trabalho está rendendo.

b) Pro-labore

Os gastos existem (impostos, aluguel, contas de luz e internet, pagamento de produtos, etc) e é importante que você tenha esse dinheiro na hora de quitar essas faturas.

O seu dinheiro pessoal deve vir em forma de pro-labore: uma quantia previamente definida, que será depositada na sua conta pessoal todos os meses, ou participação nos lucros.

c) Separe os gastos

É importante separar quais são os seus gastos pessoais e os gerados por causa do seu negócio. Está precisando pagar a conta da internet da sua casa? Então use o dinheiro do seu salário. O pagamento de produtos está para vencer? Use os recursos financeiros da sua conta jurídica.

Seguindo esses passos, você vai conseguir separar suas finanças pessoais das profissionais como uma revendedora Avon deve fazer! 

2. Anote todos as movimentações

Manter o registro de todas as movimentações financeiras do negócio deve fazer parte da sua rotina como revendedora. São esses dados que vão permitir o controle de vendas e a análise dos resultados do seu trabalho como uma revendedora Avon.

O fluxo de caixa deve ser preenchido diariamente. Registre separadamente as entradas e saídas previstas e efetivas, discriminando a origem das receitas e o destino das despesas. Nas entradas de caixa, coloque as diversas formas de recebimento, como dinheiro, cheque pré-datado e outras. Nas saídas, leve em conta itens como pagamentos a fornecedores, salário (se estiver estipulado um), pagamento de outros serviços, despesas com veículos e material de escritório. Isso permite controlar cada centavo gasto, assim como tudo o que entra no caixa.

Controle todas as despesas, como transporte, telefone, suprimentos de escritório, e também todas as vendas realizadas. Se quiser ser ainda mais precisa, mantenha um cadastro de clientes e especifique o que cada um comprou.

Para facilitar essa tarefa, use a tecnologia a seu favor. Os aplicativos de celular, por exemplo, são uma ótima opção. Além de serem práticos para registrar as informações, eles permitem que você consulte a situação financeira a qualquer momento.

Com dados em mãos será possível avaliar seus resultados. Além disso, controlar a inadimplência de seus clientes também será mais fácil com a tabela em mãos. Afinal, além de controlar o saldo do mês o Fluxo de Caixa permite fazer projeções. O indicado é trabalhar sempre com contas a receber e a pagar dos próximos três meses. Dessa forma será possível controlar as mudanças do mercado ou a queda nas vendas por exemplo.

3. Faça uma gestão de estoque

Manter o controle de estoque ajuda a perceber quando alguma coisa não vai bem. É comum que alguns produtos saiam mais que outros e isso pode variar de acordo com a época do ano e o perfil dos seus clientes.

Quanto antes você perceber isso, mais fácil será desenvolver estratégias para se livrar dos produtos parados. Assim, você evita que seu dinheiro fique preso em produtos e consegue mais capital para girar o seu negócio de revenda.

Para isso, segue abaixo alguns princípios básicos para uma gestão de estoque:

Passo 1 : onde estocar

Toda revendedora Avon precisa investir em seu estoque de acordo com suas necessidades e espaço. Então, comece avaliando o espaço que você tem disponível. Se for utilizar um cômodo da sua casa para receber os clientes, observe se ele tem as melhores condições de armazenamento, acesso, visibilidade e controle.

Agora, se você pretende vender somente de porta em porta, um espaço extra em seu guarda roupa deve ser suficiente. 

Passo 2: o que deve ou não ser estocado

Em condições ideais, tudo pode ser estocado. No entanto, a quantidade e a necessidade devem ser avaliadas. Procure saber quais produtos têm mais ou menos saída para evitar gastos extras.

Desta forma, você não corre o risco de deixar algum cliente na mão por falta de produto a oferecer. 

Passo 3: quantidade e tempo de estoque

A dica neste caso é pensar da seguinte forma: o estoque não deve estar alto quando o caixa (dinheiro disponível) estiver baixo. Assim, entende-e que o nível do estoque precisa acompanhar a venda dos produtos.

Então, quando a revendedora tiver uma previsão de vendas para o próximo período e quantidades estocadas, basta acrescentar o tempo e a quantidade mínima exigida pelo fornecedor para repor os artigos a serem estocados.

Passo 4: controle

Uma boa ferramenta para manter esse controle de estoque é o computador. Digitalize os seus dados criando uma lista, ou planilha, com os itens adquiridos, a quantidade de produtos já vendidos e os valores.

Não se esqueça também de datar o seu contato com os fornecedores, isso irá facilitar novas negociações. Além disso, acompanhe diariamente a movimentação das suas vendas.

As vantagens da gestão de estoque para uma revendedora Avon:

  •  fazer uso adequado do capital de giro;
  •  evitar atrasos no fornecimento de produtos;
  •  suprir as necessidades de vendas na medida da demanda dos seus clientes;
  •  identificar produtos que estão sem saída e os que garantem bons negócios;
  •  entender a influência do estoque nos resultados financeiros.

4. Tenha uma reserva para emergências

Como você não tem garantia de quanto seu trabalho irá lucrar a cada mês, é essencial ter uma reserva para emergências. Para isso, reserve um valor mensal e aplique em poupança ou outro fundo de resgate rápido.

Isso vai garantir que você não fique sem recursos para fazer seu negócio funcionar, caso haja uma baixa de vendas. É com essa reserva que você vai, por exemplo, comprar um smartphone novo, caso o seu estrague. No entanto, revendedora Avon, tenha sempre em mente que essa reserva só pode ser utilizada em casos de uma necessidade urgente.

Em temos de “vacas magras” como o atual, o risco aumenta ainda mais com a possibilidade de perda do ou queda nas vendas do seu negócio.

Confira 4 passos para você, revendedora Avon, criar sua reserva de emergência:

Passo 1: Registre suas receitas e despesas

Faça um controle bem detalhado, de pelo menos três meses, de todas as despesas da família. Faça o mesmo com suas receitas liquidas.

Passo 2: Separe o importante do supérfluo

Agora com uma ótima visibilidade da situação financeira familiar, reúna a família e, juntos, façam uma análise profunda, identificando os itens que poderão ser cortados. Apenas tenha o cuidado de não realizar cortes demasiados ao ponto de agredir o estilo de vida da família. Algo interessante a se fazer é listar em ordem crescente quais são os gastos prioritários. Isso ajuda muito a separar o importante do supérfluo. E caso tenha dívidas, verifique com a família se realmente é necessário mantê-las.

Passo 3: Defina um valor mensal a ser poupado

Com algumas despesas cortadas e algum dinheiro sobrando por conta da priorização mais inteligente, já é possível começar a poupar. Defina um valor fixo mensal a ser poupado ou um percentual da renda familiar para começar a guardar. Ainda que este valor seja pequeno, é importante realizar este passo para que a rotina do investimento seja estabelecida.

Passo 4: Mantenha o dinheiro como uma prioridade

A cada 6 meses (ou um ano, dependendo do montante poupado), faça uma nova avaliação da sua situação financeira para verificar como está o crescimento da reserva de emergência e se já é possível considerar novos investimentos em outros objetivos e metas.  Se você, revendedora Avon, analisar com frequência é importante para observar se a velocidade de crescimento da reserva atende às suas expectativas ou necessidades.

5. Invista no seu negócio como Revendedora Avon

Fazendo um controle de vendas é muito mais fácil manter a saúde financeira do seu negócio. Com a tranquilidade das contas em dia, você pode aproveitar para investir no seu negócio.

Cuide da sua aparência, faça cursos e busque sempre por novidades. Isso ajuda a aumentar as suas vendas e o seu lucro!

Seguindo as dicas que trouxemos, você verá que controlar o seu negócio é uma tarefa muito mais fácil e prazerosa do que imagina. Essas atitudes facilitam o seu dia a dia e te deixam mais tranquila para realizar seu trabalho da melhor maneira.

Para facilitar a sua organização, e também o seu planejamento,  utilize o aplicativo Super Revendedores. Com ele, você não precisa de várias agendas e relatórios. Tudo o que você precisa fazer é registrar suas vendas e despesas no app. Deixa que a tecnologia faz todo o resto pra você. Além disso, você pode acessar o catálogo da Avon quando quiser e ainda compartilhar produtos com os seus contatos. Você ainda não conhece o aplicativo Super Revendedores? Baixe clicando aqui, é gratuito!

Quando você se organiza e tem noção de exatamente tudo que está fazendo você sai na frente e tem muito mais chance de ter sucesso sendo revendedora Avon. Trabalhar com organização é ser prático.

Agora que você já sabe algumas dicas para aumentar as vendas e ganhar mais como revendedora Avon, não perca tempo e aproveite já essas táticas.

Se você quer manter o controle de vendas sem complicações e ter mais lucro como revendedora Avon, baixe o aplicativo Super Revendedores e tenha o seu negócio na palma da sua mão!

 
Revendedora Avon: saiba como organizar seu controle de vendas
5 (100%) 2 votos