Comprar produtos no atacado para revenda é uma das formas mais conhecidas dos lojistas e pessoas que trabalham com venda direta de economizar e conseguir ter seu lucro nessas mercadorias. 

Mas muita gente não sabe que o atacado tem mais diferenças com o varejo do que apenas o preço em si. Por isso, no texto de hoje, vamos falar um pouco sobre o que é a compra no atacado e se vale a pena fazer isso com produtos que possuem catálogo, por exemplo. 

Confira abaixo! 

Diferenças entre atacado para revenda e varejo

Muitas pessoas imaginam que comprar no atacado para revenda significa adquirir caixas e caixas de produtos para ter o desconto. Na realidade, tudo depende do local onde será feita essa compra. Em depósitos ou fábricas, por exemplo, o preço prometido é o de custo, diferente do que acontece em supermercados ou lojas que já possuem o lucro embutido. 

No caso de quem revende marcas como O Boticário, Natura, etc, o preço praticado para a revendedora costuma ser o mesmo para a fábrica, ou seja, subtraindo o valor do lucro que ela terá, que pode variar de 15% a 30%. 

Portanto, comprar no atacado para revenda não necessariamente precisa ser em quantidades absurdas. Cada local tem suas regras e itens mínimos para aplicar o desconto. 

Já no varejo, o preço é mais alto mas o consumidor não tem obrigação de comprar uma quantidade mínima – inclusive, compras casadas ou com esse tipo de imposição são proibidas pelo código do consumidor. 

Resumindo, se você quer comprar no atacado para revenda, espere ter que comprar um valor mínimo estipulado para conseguir o desconto, mas nem sempre ele será muito alto, como é o caso de produtos alimentícios, por exemplo, que exigem caixas e mais caixas de produtos para que seja aplicado o preço de atacado. 

Vale a pena comprar produtos no atacado sendo revendedora?

Mais uma vez, vale a pena fazer uma pesquisa. Se você vende Natura, por exemplo, e encontrar – seja na internet ou em algum distribuidor – produtos que te ofereçam a margem de lucro maior do que a marca oferece aos revendedores, pode ser interessante fazer um teste. 

Nesse caso, porém, você fica refém do estoque, coisa que não acontece com a venda direta pelo catálogo. Quando você faz o pedido apenas do que seus clientes já pagaram ou encomendaram, a chance de ficar com produto parado em estoque é menor do que investindo no atacado. 

A dica talvez seja ter produtos que saem muito ou que sejam procurados em dias específicos. Por exemplo: no dia das mães, o perfume Lily do Boticário é o que mais vende. Nesse caso, vale a pena ter um estoque grande deles. 

Comprar no atacado para outros segmentos

Já quem quer trabalhar com roupas ou outros segmentos de vendas que não possuem catálogo, existem diversos sites que oferecem a compra no atacado. Além disso, em São Paulo, por exemplo, o lojista pode ir na feira da madrugada ou em outros eventos onde é possível comprar roupas, sapatos, perfumes e dezenas de outros produtos pelo preço de atacado!

Gostou das dicas de hoje? Compartilhe nas redes sociais! 

Comprar Produtos no Atacado para Revenda. Saiba como!
Avalie aqui este post.