Dar desconto ou não? Essa é uma pergunta que provavelmente todo revendedor já fez a si mesmo. Muitas vezes você tem liberdade para mexer no preço dos itens, mas isso por si só não é motivo para oferecer produtos com desconto.

Por isso, a verdadeira pergunta que deveria ser feita é outra. Dar descontos nos produtos vai me ajudar a ganhar mais? E é isso que queremos responder neste post.

Existem, sim, diversas vantagens de trabalhar com descontos. Por outro lado, você precisa tomar alguns cuidados, senão pode acabar desvalorizando a marca e os próprios produtos.

Continue lendo para entender melhor cada um dos lados!

Principais vantagens ao oferecer produtos com desconto

Dar descontos não é a única forma de aumentar suas vendas, mas é uma estratégia que pode ajudar em vários pontos. Veja a seguir os principais benefícios.

Atrai mais clientes novos

Esse ponto é válido especialmente para quem está começando ou para quem enfrenta uma época de baixa nas vendas. Sabemos que no início nunca é fácil atrair clientes, e os produtos com desconto podem ajudar.

Aproveite essa oportunidade para mostrar que você valoriza cada pessoa que decide fazer negócios com sua empresa. Você pode até mesmo deixar claro que está dando o desconto pelo fato da pessoa ser um cliente novo.

Ganha clientes mais satisfeitos

As pessoas adoram fazer bons negócios. Todo mundo gosta de chegar em casa com um produto de qualidade, sabendo que pagou um preço justo por ele. É ou não é verdade?

Isso pode fazer com que seus clientes fiquem mais satisfeitos e lembrem de você na próxima vez que desejaram comprar um item do mesmo tipo.

Conquista os consumidores indecisos

Tem sempre aquele cliente que fica em dúvida se compra ou não de você. Uma das vantagens de oferecer produtos com desconto é que isso ajuda na tomada de decisões. Os clientes que estavam indecisos agora tendem a comprar de você.

Essa estratégia funciona muito melhor quando você usa o senso de urgência, isto é, quando determina uma data limite para o desconto. Por isso, sempre deixe claro até quando o cliente pode aproveitar o preço especial.

Ao saber que esse preço não durará para sempre, o cliente tende a tomar uma atitude e garantir o item antes que seja tarde.

Aproveita as épocas especiais

Alguns dos melhores momentos para dar descontos são as datas comemorativas. Afinal de contas, elas são épocas especiais em que as pessoas têm a oportunidade de presentear quem elas amam.

Se atua no ramo de cosméticos, por exemplo, crie cestas ou kits especiais que custam menos do que a combinação dos itens individualmente. Assim os seus produtos ficam ainda mais atraentes, gerando picos de venda.

Você ainda pode usar a criatividade e dar um nome para a sua promoção, como “Natal da Beleza” ou “Mamãe Mais Linda”. Isso estimula o lado lúdico dos clientes, e não somente o racional.

Outro benefício dessa estratégia é que os clientes passam a entender que a promoção é temporária, já que está ligada a uma data comemorativa. Depois disso você pode aumentar os preços novamente sem precisar dar explicações para ninguém.

4 cuidados que você deve tomar ao oferecer produtos com desconto

Produtos com desconto são uma boa ideia, desde que isso não prejudique suas vendas no longo prazo. Confira algumas dicas para não se dar mal ao usar essa estratégia.

Deixe claro que o desconto é temporário

Ao vender produtos com desconto, tome cuidado para não criar expectativas erradas nos seus clientes. Alguns deles podem achar que sempre ganharão descontos ao comprar de você.

Por isso, sempre deixe claro que a oferta é por tempo limitado. Assim evita-se que os clientes fiquem pedindo para baixar o preço a toda hora.

Combine métodos para minimizar efeitos

Para não ficar refém dos preços baixos no longo prazo, procure combinar outros métodos. Quer um exemplo?

Ofereça um desconto somente para clientes que indicam outros clientes, como amigos e conhecidos. Ou então dê um item grátis na compra a partir de 10 unidades, por exemplo.

Tome cuidado ao anunciar

Quando você sai falando para todo mundo sobre os seus descontos (por exemplo, nas redes sociais), as pessoas podem ter a impressão de que seus produtos não têm um valor real tão alto.

Por isso, prefira divulgar as promoções para quem já tem um relacionamento com seu negócio. É possível fazer isso por meio do WhatsApp, email ou mensagens inbox.

Outra ótima estratégia é “premiar” os seus melhores clientes com descontos exclusivos, mostrando que eles fazem parte de um grupo seleto. Alguns tipos de clientes que merecem esse tratamento especial são:

  • Clientes leais: aqueles que compram do seu negócio há bastante tempo;
  • Bons pagadores: clientes que sempre pagam em dia;
  • Contribuidores: pessoas que já indicaram vários clientes novos a você;
  • Educados: clientes fáceis de lidar, com os quais possui um bom relacionamento.

Calcule sempre seu lucro

Ao oferecer descontos, é preciso ficar de olho nas despesas. Se baixar demais o preço, pode acabar prejudicando a lucratividade.

O problema é que às vezes isso acontece sem que perceba. Afinal, você tem outros custos além das mercadorias. Por exemplo, pode ser que sua empresa gaste com transporte para ir até seus clientes, ou até mesmo com refeições durante a realização do trabalho.

Para calcular seu lucro, considere todos esses gastos. Assim saberá se os descontos estão sendo altos demais.

Lucro = Ganhos totais – Despesas totais

 

Quando usados do jeito certo na sua estratégia de vendas, os produtos com desconto podem ajudar a movimentar seu estoque e ganhar mais dinheiro. Para isso, lembre-se das dicas que passamos neste artigo.

Continue sempre construindo uma relação de confiança com seus clientes, oferecendo a eles as melhores soluções. Além disso, não caia na tentação de dar descontos o tempo todo. Eles devem servir apenas para trazer picos de vendas em alguns períodos do ano. Se fizer um planejamento antecipado e tomar os cuidados necessários, os descontos podem ser seus aliados para alcançar cada vez mais resultados.

Sua empresa já inclui produtos com desconto na estratégia de vendas? Deixe seu comentário abaixo!

Produtos com desconto: boa ou má ideia?
5 (100%) 1 voto